Como funciona uma sessão de coaching? O que ninguém te conta sobre alcançar objetivos

Heidi Muniz | Coaching

nov 03
sessão de coaching

O coaching é uma maneira de realizar objetivos de forma organizada, que permite criar planos baseados nos conhecimentos e experiência de vida da própria pessoa. Mas o que ninguém te conta sobre alcançar objetivos é que os seus planos podem mudar bastante no meio do caminho. Imprevistos acontecem, as circunstâncias mudam e você também muda. Assim, é provável que as ações que você tinha planejado antes, precisarão ser ajustadas, modificadas ou até descartadas. E aí está a importância de uma sessão de coaching.

As sessões de coaching servem para que você se conheça cada vez mais e ajuste os seus planos de acordo com o que você observou em si próprio e no mundo lá fora. É a hora de realinhar as suas intenções, ser mais preciso e se dedicar com seriedade ao planejamento dos seus sonhos.

Mas que história é essa de se conhecer mais? E de onde surgem estes planos? Como funciona uma sessão de coaching, afinal? Nada melhor que um exemplo prático para entender como alcançar os seus objetivos com o coaching. Então confira a seguir um exemplo de sessão que costumo fazer com os meus coachees.

Analise como está a sua vida hoje

Para facilitar a história, vamos dizer que a coachee se chama Alessandra. Lembrando que todas as informações pessoais usadas neste exemplo são fictícias.

Seguindo a metodologia do modelo GROW, que aprendi na SLAC, o primeiro passo em qualquer sessão de coaching é analisar o estado atual do coachee. Ou seja, como está a sua vida hoje?

Essa pergunta parece muito ampla, não é mesmo? Então para obter uma resposta específica e mais direcionada, vou utilizar a ferramenta chamada de Roda da vida. Esta ferramenta permite ter uma visão panorâmica de como está a vida da coachee no momento presente. Para tanto, são apresentadas diferentes áreas de vida e suas subáreas, dentro de um círculo, tais como:

  • Relacionamentos: Familiar, Amoroso, Social
  • Profissional: Recursos financeiros, Realização e Propósito
  • Pessoal: Saúde e Disposição, Equilíbrio Emocional
  • Qualidade de Vida: Plenitude e Felicidade

Para cada uma das áreas de vida, a coachee Alessandra dará uma nota de 1 a 10, em que 10 representa o grau mais alto de satisfação e 1, o menor grau de satisfação.

roda da vida print

 

Feito isso, eu pergunto qual destas áreas de vida ela gostaria de trabalhar na sessão. Suponha que a Alessandra escolha a área “Recursos Financeiros”, para a qual deu uma nota de satisfação de 6. Então eu peço para que a coachee descreva o que a levou a dar esta nota. Ao comentar sobre isso, a coachee acaba me explicando o que a deixa insatisfeita, por exemplo, não gosta da instabilidade financeira, se estressa muito no trabalho atual e assim por diante. A partir disso, posso ter uma “fotografia” de como está a vida da Alessandra com relação à área “Recursos Financeiros” e tenho pistas do que ela gostaria de mudar. Ou seja, pistas de qual é o objetivo dela.

Defina um objetivo para a sua sessão de coaching

Depois que a Alessandra explicar tudo o que achar pertinente, a próxima etapa é definir um objetivo. Então peço a ela que escolha uma nova nota, que represente um alto grau de satisfação. No coaching chamamos isto de estado desejado, ou seja, como a pessoa gostaria que fosse aquela área de vida. Exemplo, se ela estivesse muito satisfeita, a área “Recursos Financeiros” receberia um 9.

Essa é basicamente a essência do processo de coaching: identificamos o estado atual (onde pessoa está) e o estado desejado (onde a pessoa quer chegar). E nas sessões trabalhamos juntos para criar planos que aproximem o coachee do estado desejado.

Em seguida, pergunto o que seria necessário para chegar neste 8. Neste momento, é provável que a Alessandra cite diferentes pontos. Vamos imaginar que ela tenha dito que seria necessário:

  • um salário maior e estável
  • trabalhar 8 horas por dia em vez de 12 horas
  • ter funções menos estressantes
  • gostaria de ficar livre nos finais de semana

Prosseguindo o diálogo, sempre com perguntas voltadas para a coachee, Alessandra acaba revelando que o que ela realmente quer é passar em um concurso público. E, assim, a coachee acabou de definir sua meta: passar em um concurso público.

Antes de continuar, faço outras perguntas para revisar, se aquele objetivo é o que realmente deixaria a coachee satisfeita. E para finalizar, tento ajudar a coachee a deixar a meta, o mais específica possível. Questiono:

Você teria alguma instituição pública em mente?

Que tipo de cargo público daria o 9 que você almeja?

Um comentário adicional

Caso o coachee tenha um objetivo em mente logo na primeira sessão, não é preciso usar a roda da vida. Podemos trabalhar com outra ferramenta, como a SWOT, por exemplo, e identificar forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. Afinal, no coaching existem várias opções. A escolha da ferramenta depende do grau de esclarecimento sobre a meta do coachee. A roda da vida foi mostrada neste exemplo porque muitas vezes, queremos algo, mas não sabemos o quê. E sem ter um objetivo definido, fica difícil criar um plano específico. Neste caso, a roda da vida é ótima, porque dentre várias áreas de vida, o coachee pode analisar como está cada uma delas e escolher uma área que ela(e) queira mudar.

Crie o seu plano de ação

Ao usar a roda da vida, a coachee teve uma visão panorâmica de como está a vida dela. E durante o diálogo para definir o objetivo, a Alessandra esclareceu para si própria qual é o seu estado atual na área “Recursos Financeiros” e como ela gostaria que fosse (estado desejado). E o processo de esclarecer mais sobre a sua própria vida, sobre o que você está satisfeito ou não faz parte do que chamamos de autoconhecimento.

No coaching, acreditamos que quanto mais você se conhece, mais precisos serão os seus planos. É por isso, que usamos diferentes ferramentas de autoconhecimento, para que a cada sessão o coachee crie planos que o aproximem de sua meta.

Usando as perguntas poderosas do coaching

Então antes de criar o plano de ação, vou usar algumas perguntas poderosas para descobrir habilidades ou conhecimentos da coachee Alessandra, que a ajudem a passar no concurso. Estas perguntas são poderosas porque somente o coachee sabe a resposta. São questões que fazem a pessoa refletir e olhar para si com sinceridade.

Por exemplo, eu faria a seguinte pergunta para a Alessandra:

Que competências ou habilidades você tem hoje, que te ajudam a alcançar o seu objetivo?

Vamos supor que ela dissesse organização e que costuma cumprir horários.

Em seguida, eu poderia perguntar:

  • Como você pode aproveitar esta organização e disciplina para passar no concurso?

Se a Alessandra citar ações genéricas, como “Eu poderia aproveitar para estudar.”, eu continuo o diálogo, para encontrarmos ações específicas. Exemplo:

Se você me diz que poderia estudar, o que você precisa estudar? O que seria necessário para estudar?

Se a coachee der uma resposta específica como “Preciso escolher uma escola preparatória, um cursinho.”, eu pergunto se ela estaria disposta a incluir esta ação no plano de ação. Caso a resposta seja genérica, faço mais algumas perguntas para que a Alessandra pense em uma ação específica.

O que é plano de ação?

O plano de ação consiste em uma lista de ações específicas, com data para serem realizadas e que aproximam o coachee de sua meta. Se a Alessandra disser que está disposta a incluir uma ação em seu plano, eu pergunto:

E quando você poderia fazer isso?

Imagine que ela diga, segunda-feira, dia tal. Logo depois, peço para que a coachee anote a data ao lado da respectiva ação, em uma folha separada.

Então pergunto:

Haveria alguma outra ação que te ajudaria a passar no concurso?

Repito este processo para cada ideia da Alessandra, até que ela inclua todas as ações possíveis que podem ajudá-la a realizar seu objetivo. Feito isso, a Alessandra já tem seu primeiro plano de ação.

Ao terminar a sessão, costumo perguntar duas coisas:

Você está satisfeita com o seu plano de ação?

Que lição você leva da sessão de hoje?

Assim, em uma única sessão a coachee Alessandra terá conhecido mais sobre si mesma e criado um plano de ação específico para seu objetivo. E o melhor, o plano possui ações de acordo com o que ela quer e que está disposta a fazer.

Percebe a diferença de liberdade de escolha? Aqui, você decide qual é o melhor caminho. Eu como coach, procuro usar ferramentas e perguntas que ajudem você a pensar em maneiras de alcançar o seu objetivo. Mas as soluções quem escolhe é sempre você coachee!

Imagem: Estee Janssens via Unsplash.

Participe da discussão

O que falta na sua vida hoje para você ser feliz? Conte aqui nos comentários um objetivo de vida que você gostaria de realizar com o coaching. Caso queira receber os próximos conteúdos de coaching do Mudança em Foco, inscreva-se na newsletter logo abaixo.

Receba gratuitamente os conteúdos de coaching on-line
Follow

Sobre a autora

Fundadora do Mudança em Foco. Heidi Muniz é coach de vida certificada pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC) e mentora de desenvolvimento pessoal. Sua missão é ajudar pessoas a realizar objetivos e a promover mudanças positivas em suas vidas. Ela acredita que cada pessoa pode desenvolver as habilidades que precisa para viver melhor e que o primeiro passo é estar aberto a mudanças. Para conhecer mais sobre o trabalho da Heidi, acesse a página de Serviços ou a página Sobre.