fbpx

3 verdades sobre pessoas com autoestima alta

Heidi Muniz | Autoestima

abr 14
autoestima alta

Muito diferente do que possa parecer, pessoas com autoestima alta não são perfeitas. E normalmente, boa parte do que os filmes e propagandas passam como autoconfiança de uma mulher, estão bem longe da realidade. Autoestima não é apenas sobre a sua aparência. Autoestima envolve também saber fazer escolhas que te façam bem. Envolve saber que você é digna do seu próprio amor, do seu próprio respeito. É algo tão maior, sabe? Mas então como estas pessoas são tão confiantes, afinal?

Para responder esta pergunta, vou te contar 3 verdades sobre pessoas com autoestima alta. Confira a seguir.

1. Pessoas com autoestima alta também têm dificuldades

Ter autoestima alta não te deixa imune a problemas e dificuldades. Não é que uma pessoa produtiva tem mais tempo, mas sim que esta pessoa sabe organizar melhor o tempo dela. Alguém que é ótimo para trabalhar em equipe e nunca está de cara fechada, não escapa de passar estresse com os colegas. Ela só prefere seguir em frente em vez de espalhar o estresse no ambiente de trabalho. Uma pessoa considerada inteligente pode passar um bom tempo aprendendo coisas que ela não sabe. Mas quando ela te explica, parece que ela aprendeu da noite para o dia, neh?

Ou seja, uma pessoa com autoestima alta tem dificuldades, assim como todas as outras. Na vida dela, também surgem problemas. Mas qual é a diferença? Uma pessoa confiante encara suas dificuldades e problemas com menos vitimização e mais foco no que é possível fazer.

Neste ponto, é importante explicar o que é e o que não é vitimização.

Vitimização não é sofrimento diante de situações emocionalmente complicadas. Afinal, todos somos humanos e é normal ter emoções negativas, como tristeza e raiva. Também não é errado praguejar e reclamar, temporariamente, quando algo acontece. Você tem o direito de ter estes momentos. Agora, vitimização é outra coisa.

Vitimização consiste em se comportar como alguém que não pode fazer nada para mudar nem resolver seus problemas. Por acreditar fortemente que a sua felicidade depende das outras pessoas e de que só quem tem “sorte na vida” é feliz, alguém que se comporta como vítima não procura a própria felicidade. É basicamente uma postura de viver com o que a vida traz e nunca construir o que você quer/precisa.

Em contrapartida, diante de um problema, uma pessoa confiante faz tudo o que ela puder para melhorar ou resolver a situação. Se não der para resolver, esta pessoa vai fazer pelo menos a parte dela para minimizar os prejuízos ou melhorar o que estiver ao seu alcance, no ritmo que ela conseguir.

2. Reconhecer suas próprias vitórias é uma prática diária

Pessoas confiantes já aprenderam que se fossem esperar pelo reconhecimento dos outros, viveriam frustradas. Embora possa ser agradável receber um elogio, não vale a pena depender da opinião alheia para construir o seu amor-próprio e sua autoconfiança. As pessoas não têm como saber de cada uma das suas vitórias. Mesmo quem vive com você, não sabe, pois a única que consegue observar tudo o que você pensa, sente e faz de bom, é você. 

Sabendo disso e tendo a necessidade de ser independente para construir o seu amor-próprio, pessoas com autoestima alta cultivam um hábito simples, mas extremamente importante. O hábito de reconhecer suas próprias vitórias.

Apesar de ser simples, boa parte das pessoas têm dificuldade em reconhecer quando são ótimas em alguma coisa, quando melhoram em algo ou quando superam uma dificuldade. Por outro lado, pessoas com autoestima alta são muito boas nisso exatamente porque praticam todos os dias. Portanto, é um hábito você aprende praticando: valorizando a si própria, a cada dia.

3. Possuem um forte compromisso de cuidar de sua autoestima

Uma autoestima alta não surge da noite para o dia. Na verdade, ninguém nasce plenamente confiante. A autoestima é uma habilidade que é construída ao longo da vida. E pessoas com autoestima alta levam isso bem a sério. Desse modo, elas vivem com o forte compromisso de cuidar de sua autoestima.

Mas de onde surge tanta dedicação e disciplina? Pasme: esse compromisso é uma lição dos sofrimentos passados. Estas pessoas confiantes aprenderam que boa parte de seu sofrimento foi resultado de suas próprias escolhas. Além disso, elas também aprenderam que precisam de autoestima saudável para sofrer menos em momentos difíceis. Então quem não deseja mais sofrer, nunca mais esquece a lição: cuide da sua autoestima e sofra menos na vida.

Um grande exemplo de cuidado com a própria autoestima é ter compreensão consigo mesma quando você erra/sofre. Sabe quando uma amiga ou familiar está passando por um momento difícil e você dá todo o apoio e palavras de conforto? Então, é desse tipo de compreensão que estamos falando. Agora pare um momento e pense se você age assim. Você tem esse tipo de empatia, de amorosidade com você? Ou você se critica e exige ainda mais de si quando você erra? Parece muito mais natural ter compreensão e amizade com as outras pessoas, não é mesmo? Mas antes de qualquer um, a pessoa que mais precisa da sua compreensão e do seu amor é você.

E você, gostaria de se tornar uma das destas pessoas confiantes? Então veja a Palestra On-line de Autoestima para Mulheres. Lá eu te ensino tudo o que você precisa para começar a cuidar da sua autoestima. Um abraço!

Imagem: Wesley Tingey on Unsplash.
Inscreva-me

Assista a Palestra On-line de Autoestima para Mulheres




Se você quer começar a desenvolver a sua autoconfiança e o seu amor próprio, o primeiro passo é entender o que é autoestima, como ela afeta a sua vida e como você pode construir uma autoestima saudável. Veja tudo isso e um pouco mais nesta palestra on-line. Aproveite para assistir do conforto da sua casa, quando quiser e quantas vezes quiser! Para fazer sua inscrição, basta clicar no botão "Inscreva-me". Nos vemos na palestra! Um abraço!

Follow

Sobre a autora

Heidi Muniz é coach de vida certificada pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC). Ela ensina mulheres a construir sua autoestima e recuperar o amor-próprio, com o coaching. Atualmente, seu foco são o Coaching de Autoestima e palestras on-line. Para saber como você pode aprender com a Heidi, acesse a página de Serviços ou a página Sobre.